Açores Portugal

5º dia em São Miguel – Roteiro

No 5º dia em São Miguel (e último da nossa estadia) fomos presenteados com um sol brilhante. Infelizmente a nossa viagem por terras açorianas estava a chegar ao fim, mas mesmo assim, aproveitámos este dia até ao último segundo! A ilha de São Miguel foi uma surpresa tão boa para nós, que ficou claro que as restantes ilhas dos Açores não nos podem escapar! Confessamos que este dia foi uma correria. Não conseguimos ver/fazer tudo o que tínhamos planeado em casa, mas havia locais que não queríamos mesmo perder. Vamos então contar-vos o que andámos a fazer no 5º dia em São Miguel. 😉

Roteiro do 5º dia em São Miguel

Saídos directamente do nosso apartamento, bem cedinho, a primeira paragem do dia foi na Caloura. Esta é uma das zonas costeiras mais belas da ilha, com água cristalina e uma natureza envolvente impressionante. No Verão, as suas piscinas naturais atraem imensos turistas, que ali procuram o merecido descanso.

E como não nos cansamos (nunca) de miradouros, subimos até ao Miradouro do Pisão. Este magnífico miradouro tem uma vista privilegiada sobre a Caloura, Água D’Alto e o Ilhéu de Vila Franca do Campo.

Continuámos pela costa, até encontrarmos a Praia de Água de Alto. Apesar de ser Novembro, e não estar propriamente calor para apanhar banhos de sol, nós também gostamos muito de ir à praia no Inverno. Sabe tão bem!

Esta praia tem uma extensão de mais de 500 metros e está inserida num contexto paisagístico belíssimo, cercada de montanhas e de muito verde.

Veja aqui todas as dicas úteis para visitar São Miguel

Daqui seguimos para Vila Franca do Campo. Demos uma voltinha por lá e fomos até ao Parque de Lazer do Poço Largo, para avistar o famoso e majestoso Ilhéu da vila. O Ilhéu de Vila Franca do Campo é o resultado de um antigo vulcão submerso, onde a sua cratera inundada formou um círculo quase perfeito com uma pequena abertura para o mar.

Este localiza-se a apenas 1km da costa e é classificado como Reserva Natural, como tal requer muito cuidado e respeito por parte de todos os que o visitam. Nós não conseguimos visitar o ilhéu, mas saiba que é possível fazê-lo durante o Verão, de Junho a Outubro, com saídas diárias de barcos do cais de Tagarete. Como a entrada é limitada a 400 pessoas por dia é recomendado garantir o seu bilhete com antecedência.

Antes de continuarmos o roteiro, estava na hora de fazermos as nossas famosas paragens estratégicas (leia-se comer). 😂 Um dos doces típicos que queríamos muito provar eram as Queijadas da Vila (ou Queijadas de Vila Franca do Campo). As mais famosas são as Queijadas da Vila do Morgado, e foi lá que provámos esta iguaria.

Os principais ingredientes utilizados são o leite, os ovos (em especial as gemas) e o açúcar, sendo este o grande responsável pela textura única e pelo sabor maravilhoso!



Booking.com

Ainda em Vila Franca do Campo, fomos a um dos santuários mais conhecidos da ilha, a Ermida de Nossa Senhora da Paz. A construção é anterior a 1522, sendo que foi reconstruída em 1764 e frequentemente restaurada com o passar dos séculos. Segundo reza a lenda, a Ermida foi construída no local onde um pastor encontrou uma imagem de Nossa Senhora, numa gruta.

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

A sua imponente escadaria apresenta exactamente 100 degraus e 10 patamares. A escadaria representa nos seus patamares os Pai-Nossos dos Mistérios Gozosos e Dolorosos e os degraus são referentes às Ave-Marias. O conjunto total representa dois terços do rosário.

Também a vista de lá é soberba!

Ainda antes do almoço, seguimos até um dos locais mais aguardado por nós e que rapidamente entrou no nosso TOP de locais preferidos de São Miguel e do Mundo. Falamos, portanto, da Lagoa do Congro. A Lagoa do Congro é uma das mais primitivas da ilha e como o acesso não é o mais fácil, o número de turistas que procuram este local para visitar é reduzido.

As expectativas eram altas, não vamos negar. Mas mesmo assim, conseguiu superar qualquer imagem que tínhamos na nossa cabeça. A Lagoa possui um formato circular, com cerca de 500 metros e pode atingir até 16 metros de profundidade em alguns pontos.

O verde intenso da água da lagoa confunde-se com o verde da vegetação circundante. Aqui reina a paz, onde o silêncio é apenas interrompido pelos saltos dos peixes na água.

É-nos difícil exprimir em palavras o que sentimos ali. Respirámos paz num ambiente único de comunhão com a natureza. É mesmo um lugar mágico!

Como chegar à Lagoa do Congro

Para chegar à Lagoa do Congro deve-se seguir a estrada para as Furnas e verificar as placas com a indicação para a Lagoa do Congro. Deve depois sair da estrada cimentada e continuar por uma estrada de acesso fácil em terra batida. É aqui que deve estacionar o carro, uma vez que a lagoa só é acessível através de um trilho, que está devidamente identificado.

O percurso até à Lagoa do Congro é sempre a descer, entre árvores de grande porte e vegetação densa. São cerca de 700 metros de caminhada, onde se sente a humidade a aumentar com a aproximação à Lagoa.

Deve ter alguma cautela pois, como se trata de uma floresta quase intocável, pelo caminho vai encontrar alguns obstáculos, como rochas, árvores caídas e enormes raízes. Aconselhamos a levar calçado confortável e água.

O regresso torna-se mais cansativo, pois implica um caminho sempre a subir. No entanto, a sensação de tranquilidade e gratidão é tanta que se esquece rapidamente! Acreditem, vale a pena todo e qualquer esforço!

Onde alugar carro em São Miguel

Acabámos por comer qualquer coisa rápida no carro e seguimos viagem.
Um amigo nosso micaelense tinha-nos dito que havia um lugar incrível, ainda pouco explorado, que deveríamos mesmo conhecer. Tratava-se de um trilho recente, o Trilho das Cascatas do Moinho do Félix, com cerca de 5,5 km. Foi aqui que a correria começou. 😂 Queríamos conhecer, mas sabíamos que não tínhamos tempo suficiente para tudo a que nos tínhamos comprometido. Assim sendo, decidimos fazer apenas uma parte do trajecto, que nos levou à Cascata da Gruta. Trata-se de uma cascata onde é possível “entrar nela”. Apesar do acesso difícil, com escadas muito íngremes, é um local lindo! Ficámos com muita pena de não conseguirmos fazer todo o trilho, que terá de ficar para a próxima!

Como esta visita nos atrasou todos os planos e acabámos por andar “a correr” o resto do dia, provavelmente hoje teríamos deixado este local para uma outra visita a São Miguel. No entanto, se tiver mais tempo disponível, achamos que é um local que merece uma visita!

Sem mais demoras, seguimos até à Lagoa de São Brás. A sua profundidade é de apenas 2 metros mas tem cerca de 330 metros de comprimento e 200 metros de largura. É mesmo enorme e transmite uma calma única!

Veja todos os locais por onde passámos no nosso instagram

A próxima paragem do dia foi a um local muito tranquilo e ainda pouco visitado, a Cascata do Salto do Cabrito. Esta imponente queda de água, que conta com cerca de 40 metros de altitude, faz as delícias dos turistas no Verão, onde ali se banham na água cristalina.

Pode fazer o Trilho do Salto do Cabrito que tem início e fim nas proximidades das Caldeiras da Ribeira Grande. O trilho é feito por um caminho de terra batida e tem uma duração de cerca de três horas. No entanto, a cascata também é acessível por carro, mas tenha bastante cuidado, pois a estrada é muito íngreme!

Depois de toda esta correria, nada melhor que terminar o dia submersos em água quentinha. Desta vez escolhemos a Caldeira Velha para o fazer. A Caldeira Velha faz parte de um Monumento Natural e Regional onde é possível desfrutar de várias poças termais, com a água a diferentes temperaturas, variando dos 25ºC a 38ºC. Sendo um Centro de Interpretação Ambiental, dispõe de informação adicional e exposição sobre a biodiversidade, geodiversidade, geotermia e termalismo.

A paisagem envolvente é digna de um postal, proporcionando uma experiência única de paz, silêncio e tranquilidade. É muito difícil descrever este local em palavras. Adorámos!

Pode consultar os horários de funcionamento e preçários aqui.

Não poderíamos ter escolhido melhor local para terminar o nosso 5º dia em São Miguel e último dia da nossa viagem em terras açorianas! Infelizmente cinco dias é muito pouco, e ficou muita coisa para ver e muitos trilhos por fazer. Mais uma semaninha e não sabemos se chegava. 😄 Soube a pouco, é verdade. Mas o nosso coração veio tão cheio que já estamos a planear voltar!

Roteiro do 5º dia em São Miguel
  • Caloura
  • Miradouro do Pisão
  • Praia de Água de Alto
  • Vila Franca do Campo (Ilhéu de Vila Franca do Campo, Queijadas da Vila, Ermida de Nossa Senhora da Paz)
  • Lagoa do Congro
  • Trilho das Cascatas do Moinho do Félix
  • Lagoa de São Brás
  • Cascata do Salto do Cabrito
  • Caldeira Velha
Espreite aqui o roteiro do , do , do e do 4º dia em São Miguel

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *