Em Viagem

Airhelp: indemnização por voos atrasados ou cancelados

Já tem o passaporte, os bilhetes de avião comprados e os hotéis reservados? Já tem o seu roteiro definido para que não lhe escape nada? Pois bem, então as férias planeadas têm tudo para correr bem! No entanto, há coisas que não podemos controlar. A meteorologia e o equipamento do avião são alguns dos exemplos. E assim damos por nós a esperar horas infinitas no aeroporto até nos darem alguma resposta. Isto é, se não cancelarem o voo. O que ainda agrava mais a história!
Então o que devemos fazer quando o voo atrasa? E o que fazer quando cancelam o voo? E em situações de overbooking? A resposta é: Airhelp!

A Airhelp é uma empresa que ajuda passageiros de todo o Mundo a conseguir indemnização por atrasos, cancelamentos ou sobrelotações de voos. No fundo, é a ponte que liga as companhias aéreas aos milhões de passageiros que desconhecem os seus direitos ou que não querem perder tempo com burocracias.

Se o voo se atrasa, é cancelado ou nos é negado o embarque (overbooking) podemos (e devemos) reclamar!

A indemnização só é susceptível dependendo do itinerário, isto é, se viaja na União Europeia ou fora da União Europeia e da companhia aérea com que viaja. Aqui está uma tabela para ajudar a entender esta situação:

Fonte: Airhelp

No entanto, há situações em que a companhia aérea não é responsável pelo atraso ou cancelamento do voo. São as chamadas “circunstâncias extraordinárias”. Estas incluem situações como emergências médicas, condições climatéricas adversas, instabilidade política ou ataques terroristas. Caso ocorra um destes incidentes, o passageiro não tem direito a indemnização. Há pouco tempo determinou-se que greves da companhia aérea não se consideram circunstâncias extraordinárias.

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

Caso não sejam consideradas circunstâncias extraordinárias, as indemnizações podem chegar aos 600€ e pode reclamar voos que tenham acontecido até há 3 anos. Veja aqui se algum dos seus voos é passível de indemnização!

Voo atrasado

Acho que todos os que já viajaram de avião viram o seu voo atrasado. Seja em meia hora ou duas horas. No entanto, saiba que só é elegível receber compensação por voos com atrasos superiores a 3 horas. Tenha ainda em conta que a hora de chegada não é quando as rodas tocam na pista, mas sim quando o avião está estacionado e a porta é aberta.

O valor da compensação pelo atraso do voo depende de três factores: distância da viagem, se o voo é dentro ou fora da UE e duração do atraso.
Em baixo pode consultar a tabela com os diferentes valores.

Fonte: Airhelp

Como proceder?

  1. Pergunte aos hospedeiros de terra a razão pela qual o voo está atrasado. Quanto mais específica a razão, melhor.
  2. Tire fotografias aos ecrãs das partidas e chegadas.
  3. Exija que a companhia aérea pague as bebidas e a comida enquanto está no aeroporto. Caso seja necessário, exija também um quarto de hotel e transporte.
  4. Guarde todos os recibos de gastos extra que tenha de ter e que a companhia aérea não tenha pago.
  5. Não assine nada nem aceite ofertas no aeroporto que possam ter como cláusula a renúncia dos seus direitos.
  6. Tome nota da hora de chegada ao seu destino final.
  7. Mesmo após a viagem, guarde os cartões de embarque.
  8. Recorra à ajuda da Airhelp.
Voo Cancelado

Pior que ver o seu voo atrasado só mesmo ser cancelado! Se a companhia aérea tiver informado o passageiro com pelo menos 14 dias de antecedência do cancelamento, não irá receber compensação.
Ainda que o tenham informado com menos de 14 dias de antecedência, a companhia aérea pode evitar ter de pagar se fornecer um voo alternativo que atenda a determinados critérios:

Fonte: Airhelp

O valor da compensação pelo atraso do voo depende de três factores: distância da viagem, se o voo é dentro ou fora da UE e duração do atraso, caso aceite a alteração de rota noutro voo.
Em baixo pode consultar a tabela com os diferentes valores.

Fonte: Airhelp

Se recusar o voo alternativo, tem direito ao valor de compensação mostrado acima, bem como o reembolso do preço do bilhete e um voo de regresso ao seu local de partida original, se necessário.

Como proceder?

  1. Pergunte aos hospedeiros de terra a razão pela qual o voo foi cancelado. Quanto mais específica a razão, melhor.
  2. Tire fotografias aos ecrãs das partidas e chegadas.
  3. Solicite um voo alternativo, ou se preferir um reembolso do seu bilhete e um voo de regresso ao ponto de partida original, se necessário.
  4. Exija que a companhia aérea pague as bebidas e a comida enquanto está no aeroporto. Caso seja necessário, exija também um quarto de hotel e transporte.
  5. Guarde todos os recibos de gastos extra que tenha de ter e que a companhia aérea não tenha pago.
  6. Não assine nada nem aceite ofertas no aeroporto que possam ter como cláusula a renúncia dos seus direitos.
  7. Tome nota da hora de chegada ao seu destino final.
  8. Mesmo após a viagem, guarde os cartões de embarque.
  9. Recorra à ajuda da Airhelp.
Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

Se optar por aceitar o voo alternativo e vai viajar numa classe mais elevada do que aquela que reservou, a companhia aérea não pode cobrar qualquer pagamento adicional. No entanto, se a classe do voo alternativo é inferior, pode obter um reembolso entre 30% e 75% do preço original.

Overbooking

O overbooking (excesso de passageiros) acontece pois as companhias aéreas reservam mais lugares do que aqueles que o avião comporta na verdade. O objectivo é compensar pelo pequeno número de passageiros que acabam por não aparecer ou embarcar no voo.

Se for impedido de embarcar no avião devido a um voo lotado, pode também ter direito a uma indemnização. Isto apenas se verifica se não abdicar do seu lugar em troca de um reembolso, de um voo alternativo ou de outros benefícios.

Os valores da indemnização variam de acordo com a distância:

Fonte: Airhelp

Como proceder?

  1. Não se voluntarie para desistir do seu lugar em troca de outros benefícios.
  2. Pergunte aos hospedeiros de terra a razão pela qual lhe foi negado o embarque.
  3. Solicite um voo alternativo, ou se preferir um reembolso do seu bilhete e um voo de regresso ao ponto de partida original, se necessário.
  4. Peça uma compensação por ter visto o seu embarque negado.
  5. Exija que a companhia aérea pague as bebidas e a comida enquanto está no aeroporto. Caso seja necessário, exija também um quarto de hotel e transporte.
  6. Guarde todos os recibos de gastos extra que tenha de ter e que a companhia aérea não tenha pago.
  7. Não assine nada nem aceite ofertas no aeroporto que possam ter como cláusula a renúncia dos seus direitos.
  8. Mesmo após a viagem, guarde os cartões de embarque.
  9. Recorra à ajuda da Airhelp.

Para além destas situações, a Airhelp ainda o pode ajudar em situações de problemas com bagagem ou perdas de voos de ligação. Consulte também aqui como proceder nos EUA, que se regem por regras diferentes.

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

Ainda que tenha dúvidas sobre como proceder ou saber se o seu voo é elegível ou não de indemnização, faça aqui a simulação. Este é um serviço gratuito, isto é, mesmo que não ganhe, não tem de pagar nada à Airhelp. No entanto, se tiver direito a receber indemnização, a empresa retém 25% como forma de pagamento pelo serviço prestado. Logo, quando a companhia aérea pagar, cerca de 75% do dinheiro é transferido directamente para a conta bancária dos usuários.

A nossa experiência com a Airhelp

Já recorremos aos serviços da Airhelp, e apesar da demora, correu muito bem! O nosso voo Frankfurt-Bangkok foi cancelado e a Airhelp foi fundamental para recebermos a nossa compensação.
Uma vez que ganhámos o caso, foi aplicado uma taxa de serviço. No entanto, foi ainda necessária a intervenção jurídica, pelo que foi também aplicada uma taxa de acção legal. Assim sendo, recebemos 600€ na nossa conta bancária pelo voo cancelado:

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *