Toulouse e Carcassonne

O que fazer em Carcassonne – Roteiro de dois dias

Depois de termos passados uns dias maravilhosos em Toulouse, seguimos então para a cidade vizinha Carcassonne.
Carcassonne é considerada a cidade medieval mais fortificada da Europa e também a mais conservada. Já se imaginou a viver no período medieval ou até visitar um castelo encantado? Então, passear por Carcassonne é a opção ideal para si. Além de ser uma raridade no Mundo, foi classificada como Património Mundial da UNESCO. Entrar lá é como entrar num livro antigo e reviver os séculos passados.
A cidade não é muito grande, então dá para visitar os principais pontos com tranquilidade num dia completo. Se tiver dois dias disponíveis para a cidade, poderá fazer tudo com mais calma. Nós optámos por ficar uma noite na cidade e gostámos muito (no total ficámos um dia e meio). Vamos então mostrar-vos o que fazer em Carcassonne, num roteiro de dois dias.

Veja aqui o que fazer em Toulouse

Um pouco de história…

Como qualquer castelo, este também tem a sua história! Reza a lenda, que Carlos Magno cercou a cidadela da Dama de Carcas, achando-a desprovida de soldados. Assim sendo, Carcas distribuiu pelas torres e muralhas bonecos feitos de palha, armados para combate. Fez ainda soar todos os sinos ao mesmo tempo para afugentar os inimigos.

Esta estratégia resultou, e Carlos Magno levantou o cerco, achando que havia um grande exército pronto para atacar. Terá dito então a dama: “Sire, Carcas te sonne.” (“Senhor, Carcas vence-te”, em tradução livre). Daí o nome da cidade, que a lenda assegura que se tornou cristã, dando a dama origem à primeira linhagem de condes de Carcassonne.

A cidade-fortaleza foi palco de vários combates, destruições maciças e, por fim, expulsão dos seus habitantes. Tudo isto resultou nas ruínas do que ainda estava de pé. Apenas no final do século XIX, a mesma começou a ser restaurada, atraindo olhares de todo o Mundo. Inclusive, uma das torres da cidade serviu de inspiração para a produção do desenho “A Bela Adormecida”, de Walt Disney.

1º dia em Carcassonne

Carcassonne pode ser dividida em duas partes: a cidade medieval (ou La Cité), que fica no topo do morro, e a Bastide, que fica na cidade baixa e tem construções mais recentes. Depois de uma hora de viagem de Toulouse a Carcassonne, mal chegámos à cidade, pousámos as malas neste apartamento e partimos à descoberta. Era início da tarde de Sábado e ainda tínhamos muito tempo para desbravar Carcassonne.

Veja aqui como ir do Aeroporto de Carcassonne para o centro (e vice-versa)

Começámos então pela Praça Gambetta. Trata-se de uma praça grande, cheia de jardins e esculturas. Aqui localiza-se o Museu de Belas Artes. Achámo-la tão amorosa!

Sem mais demoras, seguimos para a cidade medieval. Atravessámos a Ponte Nova da cidade e entrámos nas muralhas pela Porta Narbonnaise, a mais bonita e com uma ponte levadiça. As muralhas medem 3km e têm 52 torres. É realmente impressionante!

Depois de atravessarmos então a Porta Narbonnaise deparámo-nos com ruas sinuosas e estreitas de pedra. As ruas têm várias lojinhas, cafés e restaurantes. Aprecie cada detalhe! Esta foi, para nós, uma das partes mais interessantes da visita. Portanto, não deixe de explorar cada cantinho e perca-se pelas ruelas. É uma verdadeira viagem no tempo!

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e usufrua de 5% de desconto

Continuámos a explorar e fomos conhecer uma das maiores atracções da cidade medieval, o Castelo de Carcassonne (ou Château Comtal). Diriga-se então à Place du Château, ou Praça do Castelo, onde poderá adquirir o bilhete para entrar no castelo. Não se confunda: a entrada na Cité é gratuita, mas não no Castelo! Na verdade, para entrar no Castelo, terá sempre de entrar pela Cité. Assim sendo, o bilhete para visitar o castelo tem um custo de 9,50€ e pode consultar aqui os horários.

A entrada para o castelo é feita por uma ponte de pedras sobre um antigo fosso, que actualmente está seco e foi transformado num jardim.

O castelo de Carcassonne era o centro do sistema defensivo da cidade. Aqui não vai encontrar quartos luxuosos e ricamente decorados, como é comum noutros castelos. As mobílias e todo o seu interior foram esvaziados, servindo hoje como um pequeno museu arqueológico da cidade.

Ali pode subir à torre de menagem, ver os pátios internos, as torres, entre outros. Não deixe de reparar nos telhados em forma de cone. Mais conto de fadas é impossível! Mas, na nossa opinião, a visita vale mesmo a pena porque o castelo é a única porta de entrada para percorrer as muralhas. De lá consegue-se ter uma vista imperdível e muito bonita!

Veja aqui como ir de Toulouse para Carcassonne (e vice-versa)

Pode percorrer uma boa parte da cidade por cima e passar pelo Theatre de la Cité. Este tem capacidade para pouco mais de 6 mil pessoas, e é sede de diversos eventos culturais como peças teatrais, óperas, concertos e festivais que geralmente ocorrem nos meses de Verão.

Saímos então na Place Saint-Nazaire, onde fica a Basílica de Saint-Nazaire. A Basílica de Saint-Nazaire é a antiga catedral de Carcassone, construída no século XII, e impressiona qualquer pessoa que veja a construção por fora.

A basílica é um caso de convivência harmoniosa entre o românico e o gótico e apresenta vitrais coloridos lindos. Não deixe de visitar o seu interior – a entrada é gratuita. Vale muito a pena!

Depois continuámos a explorar a Cité num emaranhado fascinante de ruas apertadas e casinhas de aparência totalmente medievais (algumas autênticas). Temos vários vídeos nos destaques no nosso instagram – espreite aqui.

Para regressarmos ao apartamento, desta vez atravessámos o Rio Aude pela Ponte Velha, cujos arcos de pedra ligam as duas margens do rio.

Terminara assim o 1º dia em Carcassonne – e que dia! Completamente rendidos à cidade, talvez “mágico” seria o adjectivo que caracterizou este dia!

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

Roteiro do 1º dia em Carcassonne

  • Praça Gambetta
  • Porta Narbonnaise
  • Castelo de Carcassonne
  • Theatre de la Cité
  • Basílica de Saint-Nazaire
  • Explorar as ruelas de La Cité
  • Ponte Velha

 

2º dia em Carcassonne

Este foi o último dia da nossa escapadinha pelo Sul de França, e infelizmente regressaríamos a Portugal nessa mesma tarde! A verdade é que esta não foi a viagem mais desejada nem a mais planeada, mas revelou-se uma verdadeira caixinha de surpresas!
No dia anterior optámos por visitar a parte da cidade medieval (ou La Cité). Assim sendo, este dia seria reservado à Bastide, que fica na cidade baixa. Vamos então contar-vos o que fizemos neste 2º dia em Carcassonne.

Veja aqui como ir do Aeroporto de Carcassonne para o centro (e vice-versa)

Saímos cedinho do nosso apartamento, e partimos à descoberta. A primeira paragem do dia foi na Rua Georges Clemenceau. Esta é a principal rua comercial da Bastide e é uma graça. Aqui vai encontrar várias lojas de roupa, souveniers, gelatarias, etc. Infelizmente, como era Domingo, a maioria das lojas encontravam-se fechadas.

Ali perto localiza-se a Praça Carnot e foi para lá que nos dirigimos. Mesmo no centro da cidade, e apesar de ser o centro turístico da parte baixa da cidade, encontramos menos pessoas que na parte medieval.

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e usufrua de 5% de desconto

A Praça Carnot é muito bonita e tem um charme único. É rodeada de restaurantes e bares e é um óptimo local para beber ou comer algo e descansar um pouco. Ali, não deixe ainda de reparar na bonita Fonte de Neptuno!

Às Terças, Quintas e Sábados de manhã é também palco de uma feira de produtos locais muito interessante.

Andando mais um pouco, fomos até à Catedral Saint-Michel. Esta é a principal igreja de Carcassonne, uma vez que no século XIX roubou o título de catedral da Basílica de Saint-Nazaire, que se localiza na parte medieval.

A igreja de estilo gótico, foi construída no século XIII, e foi modificada várias vezes ao longo da história. A fachada, muito sóbria, apresenta como único elemento decorativo uma grande rosácea de 8 metros de diâmetro. Tem ainda uma torre sineira bastante maciça. Infelizmente não conseguimos entrar pois estava a decorrer uma missa.

Veja aqui como ir de Toulouse para Carcassonne (e vice-versa)

Ali pertinho, fomos ainda espreitar a Porta dos Jacobinos. Trata-se do único portal original da Bastide que continua de pé.

De seguida, fomos conhecer o mercado da cidade. O Les Halles é o mercado tradicional de Carcassonne, onde é possível comprar frutas, queijos e outras delícias locais. Uma vez que era Domingo, não havia muitas bancas montadas.

A partir daí fomos passeando pela cidade sem rumo certo. Adoramos fazer isso. Acabámos o 2º dia em Carcassonne a passear à beira do Canal du Midi.

O Canal du Midi passa por várias cidades da região, sendo que possui mais de 260km de extensão e 126 pontes. No entanto, actualmente, só pequenas embarcações turísticas se podem deslocar nele, uma vez que é bastante estreito e raso. Foi ainda declarado Património da Humanidade pela UNESCO e é uma atracção imperdível na cidade.

Demos assim por terminado a nossa escapadinha, uma vez que seria a hora de regressar a Portugal!
Não era a nossa viagem de sonho, de todo, mas os preços apelativos dos voos fizeram com que conhecêssemos estas duas cidades incríveis. E a verdade é que gostámos muito e recomendamos então a visita a Toulouse e Carcassonne. 😄

Roteiro do 2º dia em Carcassonne

  • Rua Georges Clemenceau
  • Praça Carnot
  • Catedral Saint-Michel
  • Porta dos Jacobinos
  • Les Halles
  • Canal du Midi

Prepare a sua viagem

   Para encontrar as melhores promoções e reservar o seu alojamento recomendamos o Booking ou pelo Airbnb (com 30€ de desconto). Reserve e cancele sempre que necessário.

   Faça o seu seguro de viagem e tenha um desconto de 5% com a IATI Seguros. Nós nunca viajamos sem seguro.

    Obtenha aqui o seu visto de forma rápida e cómoda.

    Poupe centenas de euros em taxas bancárias usando um cartão Revolut.

    Se precisar de transporte próprio, alugue um carro na Europcar, com preços bastante competitivos.

  Procure as melhores excursões e compre os seus bilhetes para as melhores atrações na Civitatis.  Algumas são gratuitas.

    Teve algum voo atrasado ou cancelado? A Airhelp vai ajudá-lo a receber a sua compensação.

   Compre na Amazon o seu equipamento fotográfico, acessórios de fotografia e gadgets. No Aliexpress encontra a melhor roupa e acessórios para viagens.

Não paga mais se reservar por estes links e ainda está a ajudar o Viver o Mundo. Obrigada 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *