Marrocos

Como ir de Fes para Chefchaouen e vice-versa

Costuma-se dizer para não voltar aos sítios onde já fomos felizes. Mas como eu não sou de modas, decidi que queria voltar a perder-me pelas ruas desta bela cidade. Fui de Fes para Chefchaouen, de forma independente, e vou explicar-vos tudinho.

Veja aqui o roteiro de dois dias em Fes

Muito provavelmente já ouviram falar de Chefchaouen, ou pelo menos viram muitas fotografias da cidade no instagram.
Chefchaouen situa-se no norte de Marrocos e é uma pequena mas lindíssima cidade de casas azuis e ruas estreitas. Quem começa a sua viagem pelo norte de Marrocos, este é um local obrigatório nos roteiros.



Booking.com

Eu fui de Fes para Chefchaouen e regressei no mesmo dia a Fes. As cidades distam entre si cerca de 200 km, no entanto as estradas não são as mais agradáveis, fazendo com que a viagem dure cerca de quatro horas.

O ideal é permanecerem uma noite em Chefchaouen, para não ser tão cansativo. Ainda assim, se não tem esse tempo, saiba que é possível ir e voltar no mesmo dia (foi o que eu fiz).

O que fazer num dia em Chefchaouen
Como chegar a Chefchaouen?

Existem várias opções de chegar a Chefchaouen a partir de Fes: alugar um carro, táxi, excursões ou de autocarro.

Alugar um carro é talvez a opção mais divertida, uma vez que lhe dá mais liberdade para parar quando e onde quiser. No entanto, não é a mais económica.

É possível também chegar a Chefchaouen de táxi. No entanto esta opção pode parecer mais fácil do que é, uma vez que estamos a falar de cidades que distam entre si 200 km. E se quer regressar no mesmo dia, convém o taxista esperar por si todo o dia para depois regressar a Fes. Apesar dos preços dos táxis em Marrocos serem extremamente acessíveis, o mesmo não acontece nesta viagem. Até porque os táxis vão apanhando pessoas pelo caminho, o que pode tornar a viagem muito desconfortável.

Existem várias agências que organizam este tipo de passeio (ida e volta no mesmo dia) a partir de Fes. Pode pesquisar na internet, mas até nas ruas de Fes oferecem este tipo de serviço. Tenha atenção com quem marca a excursão e certifique-se que se trata de uma agência de confiança. Existem ainda muitos turistas que são borlados.
O único problema deste passeio é o preço. Praticam valores muito superiores aos que conseguiria se organizasse a viagem de forma independente.

A maneira mais barata e fácil é ir de autocarro. Existe uma empresa de autocarros muito conhecida que é a CTM, que faz este trajecto. O maior problema que se coloca é que esgota facilmente, principalmente aos fins-de-semana. Assim sendo, é recomendado comprar o bilhete com muito tempo de antecedência. O bilhete de ida e volta custa cerca de 130 dh.

A minha experiência

Eu optei por ir de autocarro da CTM de Fes para Chefchaouen, e vice-versa. Como tinha lido que esgota rapidamente, decidi marcar os lugares pelo site da empresa. Faltava sensivelmente um mês para a viagem. Qual não foi o meu espanto: quando ia para reservar, só havia um lugar disponível, na volta, e nós éramos dois. Todos os dias ia ao site e manteve-se assim até à viagem, pelo que decidi não arriscar comprar apenas o bilhete de ida.

Andei, inclusive, a ver os preços das excursões, mas os valores eram altíssimos. Assim sendo, optei por resolver a situação quando chegasse a Fes. Se não conseguisse, ficaria para uma próxima, até porque já conhecia a cidade.

Quando cheguei a Fes, expressei a minha vontade de ir a Chefchaouen e contei o que se passava ao dono do Riad. Este prontificou-se logo a ajudar-nos e na manhã seguinte iríamos com ele à estação de autocarros, ver o que se conseguia fazer.

Faça aqui o seu Seguro de Viagem com a IATI e obtenha 5% de desconto

A estação de autocarros fica muito perto da Bab Boujeloud. Chegando ao local, basta procurar o gabinete da empresa CTM, que chama a atenção pela sua cor azul escura.

Como é lógico, o empregado da CTM constatou o mesmo que eu: só havia um lugar disponível. Quando já estava a perder a esperança de visitar a pérola azul, surgiu uma luz ao fundo do túnel! O funcionário da CTM propôs-nos comprar o bilhete de volta Tetouan-Fes, que parava também em Chefchaouen, mas o bilhete seria mais caro. Assim sendo, pagámos cada um 75 dh pelo trajecto Fes-Chefchaouen e 100 dh pelo trajecto Tetouan-Fes. Como vê, em Marrocos arranja-se solução para tudo 🤣.

Tenha apenas atenção a uma coisa: existem dois terminais em Fes. Um que fica perto da Bab Boujeloud (Fes Boujeloud), e o autocarro parte meia hora antes. O outro (Fes) fica a cerca de 5km da medina.
O último autocarro que sai de Chefchaouen (18h) deixa-o no terminal mais longe da medina, pelo que deve depois apanhar um táxi até ao seu alojamento.

Resumindo: apanhei o autocarro da CTM em Fes Boujeloud às 7h, e cheguei a Chefchaouen por volta das 12h, com algumas paragens pelo meio. No mesmo dia regressei a Fes, às 18h, chegando por volta das 22h. Como vê, fiquei apenas 5 horas em Chefchaouen. É cansativo? É. Vale a pena? Muito!

Quer dicas para viajar para Marrocos? Consulte aqui

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *