Tailândia

Como chegar às ilhas Phi Phi

Nós saímos do Norte da Tailândia, mais precisamente de Chiang Mai, rumo às ilhas Phi Phi. As ilhas Phi Phi fazem parte da maioria do roteiro dos turistas e, apesar de sabermos que são bastante turísticas, não nos arrependemos nada de ficar lá durante três noites. Mas como chegar às ilhas Phi Phi? Vamos explicar direitinho como foi a nossa experiência 🙂

Aproveitar o paraíso é uma ideia que agrada a todos, mas chegar lá não é assim tão fácil. Viajar para as ilhas Phi Phi exige muita pesquisa e planeamento já que o acesso à ilha só é possível de barco, uma vez que não existe aeroporto. Então, a única forma de chegar às ilhas Phi Phi é de ferry ou speed boat a partir de Phuket, Krabi, Ao Nang ou Railay.

Como planear uma viagem por conta própria à Tailândia? Veja aqui
De Chiang Mai para Phuket

Viajar para as ilhas Phi Phi geralmente exige uma combinação de diferentes transportes. No nosso caso, viajámos de Chiang Mai, pela companhia aérea Bangkok Airways para Phuket com uma escala de duas horas em Bangkok. Apanhámos o avião em Chiang Mai por volta das 7h da manhã e aterrámos em Phuket por volta das 11h30. Escolhemos esta opção pois foi o trajecto mais barato que encontrámos na altura e queríamos ir o mais cedo possível para ainda conseguir ir para as ilhas Phi Phi no mesmo dia.


Booking.com

De Phuket para as ilhas Phi Phi

No aeroporto de Phuket dirigimo-nos à zona dos táxis, para que nos deixassem no Rassada Pier, onde se apanha o ferry. Optámos por ir de táxi, apesar de não ser a opção mais económica, pois o ferry partia às 13h30 e o tempo era curto.

A viagem de táxi dura cerca de uma hora – não podemos negar que foi uma verdadeira correria – e custou 620 baht. Há outras alternativas que o deixam no píer, mas não chegaria a tempo do ferry.

Já tínhamos feito a reserva previamente pela internet com a empresa Andaman Wave Master. Como tal, dirigimo-nos ao balcão nº3 para efectuar o check-in. Aí tivemos de preencher uma tabela com o nosso nome, idade e país de residência. Ordenadamente entrámos no ferry, e escolhemos os lugares. As malas são colocadas num monte e depois tapadas com uma protecção, para não se molharem.

A viagem de ferry com a empresa Andaman Wave Master

A viagem de Phuket (Rassada Pier) para as ilhas Phi Phi (Tonsai Pier) demora cerca de duas horas. Nós fomos a dormir, portanto deve ter corrido bem 😂

O barco tem dois andares e é limpo. Tem ainda um bar e wifi disponível a bordo. A nossa viagem foi tranquila, mas se costuma enjoar é aconselhável tomar um medicamento para os enjoos.

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

A chegada às ilhas Phi Phi

As ilhas Phi Phi, ao contrário do que muitos pensam, não é só uma ilha, mas sim um pequeno arquipélago formado por 6 ilhas: Koh Phi Phi Don, Koh Phi Phi Lee, Ko Mai Phai (Bamboo Island), Ko Yung (Mosquito Island), Bida Nok e Bida Noi.

O que fazer nas ilhas Phi Phi

Das seis ilhas que compõe o arquipélago, apenas uma é habitada: Phi Phi Don.
Koh Phi Phi Don tem dois píers – Tonsai Pier e Laemtong Pier. A maioria das pessoas fica no Tonsai que é a zona onde há mais hotéis, restaurantes e bares. O Laemtong Pier localiza-se a norte da ilha e como é mais afastado do centro é o local ideal para ficar se quer ter mais privacidade e longe da confusão.

Nós desembarcámos no Tonsai Pier e foi uma barafunda. Cada um tentava como podia buscar a sua mala e sair dali o mais depressa possível. Como já tínhamos lido acerca desta situação, minutos antes de chegar, fomos para a zona onde as nossas malas estavam, tornando assim o processo bem mais fácil e rápido.

Veja aqui como fazer um tour nas ilhas Phi Phi

Para desembarcar terá de pagar uma taxa de limpeza de 20 baht por pessoa e a cobrança é feita ainda no píer.
Nesta zona vai ainda sofrer um constante assédio de pessoas – vendedores de tours, funcionários de hotéis, ou pessoas que carregam as malas dos turistas num carrinho até ao hotel (uma vez que não circulam carros na ilha).

O nosso hotel, o Phi Phi Don Chukit Resort, era relativamente perto e com a ajuda do Google Maps lá o conseguimos encontrar.

Como vê, chegar às ilhas Phi Phi requer bastante planeamento, mas sem dúvida que vale muito a pena!

O Viver o Mundo fez parceria com a empresa Andaman Wave Master, a convite da mesma. O artigo transmite apenas a opinião pessoal dos autores.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *