Cabo Verde

Cabo Verde, Ilha do Sal – Dicas Úteis

Dicas Úteis para viajar para Cabo Verde

Fomos uma semana em Novembro para Cabo Verde, mais precisamente para a Ilha do Sal, para aproveitar o solinho bom de lá. Esta viagem foi muito diferente das outras. Não houve pesquisa de voos ou hotéis, nem havia roteiro. Houve sim pesquisa de agências de viagens com os valores mais apelativos e conciliar datas e preços. Procedemos desta forma pois decidimos com poucos meses de antecedência e feitas as contas compensava-nos mais viajar com a agência de viagens.

Arquipélago de Cabo Verde

O arquipélago de Cabo Verde é formado por dez ilhas, localizado no Oceano Atlântico: Santiago, Santo Antão, Boavista, Fogo, São Nicolau, Maio, São Vicente, Sal, Brava e  Santa Luzia.

A menos de 4 horas de avião de Portugal, conseguimos ter calor o ano todo. Há voos directos pela TAP e pela TACV (companhia aérea local). Nós viajámos pela TAP, rumo à Ilha do Sal.

Clima

Saímos do avião e um bafo quente saúda-nos! É das melhores sensações: tirar o casaco e sentir aquele ar tropical. Falo por mim, que sou amante de calor!

A temperatura média raramente se eleva acima de 25ºC e nunca desce abaixo dos 20ºC, sendo que a do mar ronda entre os 21ºC e os 25ºC. O clima é quente e seco durante a maior parte do ano, podendo observar-se duas estações: uma seca e menos quente de Novembro a Julho; outra húmida, mas de temperaturas mais elevadas, de Agosto a Outubro.

A ilha é um pouco ventosa, mas ainda bem! Se assim não fosse não se conseguiria respirar e o calor era insuportável.

Para quem procura um destino de praia e com uma cultura diferente, Cabo Verde é uma excelente opção!

Veja aqui tudo sobre Santa Maria e a volta à ilha do Sal
Moeda e Língua

Em Cabo Verde a moeda oficial é o Escudo Cabo-Verdiano, no entanto em todo o lado aceitam euros. Nunca precisei de fazer câmbio, no entanto, se pretender, pode fazê-lo nos aeroportos ou nos hotéis. 1€ equivale a 110 escudos, aproximadamente. Se precisar, pode levantar dinheiro nas caixas ATM ou nos bancos. Em todas as que vi, tem um vigilante à porta para manter a segurança.

A língua oficial é o português (nas escolas aprende-se português), sendo que entre os cabo verdianos todos falam crioulo.

Visto e Passaporte

Uma vez que fui através de uma agência de viagens estes processos foram realizados de maneira mais fácil. Para viajar para Cabo Verde é obrigatório ter passaporte. Se ainda não tem, veja aqui como pode fazê-lo.

O preço pago na agência já incluía os vistos, no entanto, pode fazer quando chega ao aeroporto da ilha.
Actualização: A partir de 01/2019 já não precisa de visto para visitar o país. Agora, só precisa de ir a um site próprio de pré-registo para deixar os dados do passaporte e da sua viagem. No entanto, para compensar a perda de receitas com a isenção de vistos, o Governo do país criou uma nova Taxa de Segurança Aeroportuária (TSA). Esta TSA custa, nos voos nacionais, 150 escudos cabo-verdianos (cerca de 1,36€) a todos os passageiros (nacionais e estrangeiros) e é cobrada no momento da emissão dos bilhetes de avião. Para os voos internacionais, o valor da taxa é de 3.400 escudos cabo-verdianos (cerca de 30,86€) para os passageiros estrangeiros, cobrados através da plataforma.

Diferença Horária

Em Cabo Verde são menos duas horas no Verão e menos uma hora no Inverno.

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto
Hotel e regime

Fomos pela agência Viagens Abreu, que denoto que foram impecáveis connosco. Todas as dúvidas foram esclarecidas e foram sempre muito prestáveis.

Nunca tinha viajado com uma agência de viagens, mas confesso que foi muito tempo poupado. No entanto não é assim tão interessante para mim pois gosto de ser eu a planear tudo. Depois de chegarmos a acordo de dias, hotéis e preços, disseram-nos que seria melhor optar por TI (tudo incluído). Ficámos alojados no Hotel Oasis Belorizonte em regime TI que é composto pelo alojamento, com alimentação e bebidas à discrição 24 horas por dia. As férias seriam mais relaxantes e sem preocupação com custos extras. E assim foi: comer, beber e relaxar 😛

Também os transferes aeroporto/hotel e hotel/aeroporto estão incluídos. Aquando a saída do aeroporto, temos logo alguém à nossa espera, normalmente organizados por agências de viagens, que nos mandam dirigir para o autocarro. No percurso vão deixando os passageiros no hotel reservado.

Taxa local

Em Cabo Verde, a taxa local é de 2€ pessoa/ noite. Este valor não estava incluído no preço da viagem, pelo que se paga na chegada ao hotel.

Medicação e saúde

Para viajar para Cabo Verde não é obrigatório levar vacinas, dado não existirem doenças endémicas. De qualquer forma é necessário tomarmos precauções. Não é dos países mais “perigosos” em relação à alimentação e bebida, no entanto, é necessário ter especial atenção com a água. Deve-se beber apenas água engarrafada (nós até os dentes lavávamos com água da garrafa!).

Não se deve comer fruta com casca e evitar comer saladas. E o gelo daquelas bebidas todas XPTO? Pois bem, foi-nos desaconselhado consumir fora do hotel. Na agência disseram que todos os produtos do hotel eram tratados com água “potável” e que até à data nunca houve problemas, pelo que era seguro.

O meu kit de saúde foi composto por: paracetamol, ibuprofeno, antibiótico, repelente de insectos, antidiarreico, creme para queimaduras e picadas de insectos e creme hidratante.

Muita atenção ao protector solar que não pode faltar. Use sempre protector solar SPF 50+ para o rosto e corpo. Esqueçam os óleos ou os bronzeadores! Lá o próprio ar quente bronzeia e corremos o risco de virar lagostins (como muitas inglesas que vi por lá) 😛

Se tiver a ideia de fazer trancinhas, use sempre um chapéu/fita para proteger o couro cabeludo. Conheci meninas que apanharam escaldões na cabeça!

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto
Gastronomia

Os principais pratos típicos são: lagosta na brasa, cachupa (feijão, carne de porco, milho e legumes), caldo de peixe, e bananas enroladas. Deve experimentar também a bebida típica deste país, o grogue, uma aguardente de cana.

Deram-me a experimentar grogue às 11h da manhã. Resultado: andei com a garganta queimada o dia todo. Aquilo é potente 😛

Internet

O acesso à internet nos hotéis tem um custo absurdo, na minha opinião. No Hotel Belorizonte o wi-fi: 30 min custa 2€, 1 hora custa 3€ e 1 semana custa 30€ e só funciona em certas zonas do hotel.

Uma dica bastante preciosa: se tem telemóvel desbloqueado a todas as redes o ideal é comprar um cartão local e carregá-lo para ter acesso à internet. Ia para comprar na Unitel Telecom (loja que trata desses assuntos), mas como estava uma fila enorme e lá tudo se faz devagar, devagarinho, comprei numa outra loja que também vende esse tipo de produtos. A loja fica em Santa Maria, perto do pontão (é a da fotografia em baixo). O cartão custou 1€ e carreguei-o com 8€, podendo usufruir de 2 GB de internet. É uma solução bem mais barata do que a que os hotéis oferecem 😉

Espero que estas dicas ajudem, e possam tornar a sua viagem mais tranquila 😉

Veja aqui tudo sobre Santa Maria e a volta à ilha do Sal

30 thoughts on “Cabo Verde, Ilha do Sal – Dicas Úteis”

  1. Olá irei este ano a Cabo Verde precisamente para o mesmo hotel, só uma questão tenho telemóvel rede MEO, dá para utilizar lá e fazer chamadas internacionais ou temos mesmo de comprar um cartão lá,. tenho uma net portátil será que devo levar ou não conseguirei rede lá

    1. Boa noite 🙂 dá para fazer chamadas internacionais sim, mas deve ficar muito caro. Nós comprámos o cartão para ter acesso à internet de forma mais barata. O que eu recomendo é informar-se directamente na MEO e assim já lhe dizem os valores em vigor 🙂 Boa viagem!

  2. Boa noite, obrigada pelas dicas foram esclarecedoras!
    Este ano também vou a Cabo Verde e vou ficar no mesmo hotel que você ficou, mas tenho uma dúvida!
    Onde você comprou os cartões sim era próximo ao hotel?
    Assim quando lá chegar sei mais ou menos o que fazer!

  3. Boa noite .
    Obrigada pelo exlente relato que fez da sua viagem.
    Mas uma duvida me ficou.
    O cartão para wifi pode ser comprado cá em Portugal?

  4. Muito boa noite,obrigado pelos comentários está tudo muito bem elaborado,ajudou-me muito porque eu vou esta semana para a Ilha do Sal e para o hotel Belo Horizonte.

  5. boa tarde, obrigada pelas dicas.
    gostaria de saber se me pode recomendar restaurantes na ilha do sal, vou agora em setembro mas com meia pensão, precisamente para descobrir o que é típico.
    obrigada.

    1. Boa tarde, obrigada pelas palavras 🙂
      Infelizmente não a consigo ajudar, pois as minhas refeições eram sempre feitas no hotel. No entanto, vi vários restaurantes, pelo que não é difícil achar algum. Peço desculpa e boa viagem *

  6. Olá! Vou este mês pela primeira vez para a ilha do sal. Não vou para o mesmo resort ( vou para o riu) no entanto gostaria de pedir opinião : relativamente à alimentação que devemos esperar? E os cuidados com a água, será que nos resorts podemos de facto estar mais à vontade? Podemos consumir bebidas com gelo, tomar café e assim? Pelo que tenho lido fico com algum receio, porque não me apetece nada ter as férias estragadas por 😀

    1. Boa tarde 🙂 Relativamente a esse hotel não sei, mas no Oasis Belorizonte a comida era muito boa. Havia bastante variedade, com vários pratos cabo verdeanos, mas também europeus. Relativamente à água, eu bebi sempre engarrafada (e até utilizava para lavar os dentes). Optei sempre por bebidas sem gelo. Ainda assim todos os dias bebi café, e foi super tranquilo 🙂 Se me permite um conselho: leve alguns medicamentos consigo para alguma eventualidade 🙂 Beijinhos e boa viagem*

  7. Boa tarde Lara, achei o artigo muito esclarecedor! No entanto gostaria de saber se para provar a comida típica (marisco, lagosta, cachupa) teve necessidade de sair do hotel ou se o hotel já providencia também esses pratos! Muito obrigada 😊

    1. Boa noite 🙂 O hotel já providencia alguns desses pratos, mas para ter uma experiência ainda mais especial recomendo que procure um restaurante fora do hotel! Há imensos por onde escolher. Boa viagem, um beijinho!

  8. Olá Lara, vou para o Sal e para o hotel Belorizonte daqui a 2 semanas e surgiu-me uma dúvida: o regime TI é válido para todos os restaurantes/bares do hotel ? Ou só podemos consumir no restaurante Santa Maria? Obrigada pelas dicas 😘

    1. Boa noite. O regime TI é válido para todos os restaurantes e bares 🙂 Existem jantares temáticos (por exemplo na praia, italiano, etc.) que pode ir uma vez durante a sua estadia, mas tem de marcar com antecedência no hotel. Também estes são TI! Espero ter ajudado 🙂 Beijinho e boa viagem

  9. Cabo Verde está na nossa lista de desejos há muito tempo, esperamos visitar em breve! Obrigada pelas dicas, desconhecíamos algumas situações que certamente nos vão fazer falta saber. Parabéns pelo artigo 🙂

  10. Olá Lara, Em primeiro lugar muitos parabéns pelo blogue, adorei. E este texto em particular foi bastante útil para mim, pois vou para o mesmo hotel em outubro !:) Andava à procura de dicas sobre os telemóveis e o wifi, porque já tinha ouvido falar que os preços eram absurdos. O local onde comprou o cartão é fora do hotel certo? Também utilizou esse cartão para chamadas, ou só mesmo para a internet? Muito obrigada 🙂 *

    1. Boa tarde 🙂
      Muito obrigada pelas bonitas palavras. Ainda bem que é útil!
      Em relação ao cartão do telemóvel, eu comprei-o na rua sim. A loja ficava relativamente perto da loja da Unitel Telecom. Honestamente já não me lembro se fiz chamadas com ele. Normalmente comunicava pela internet 🙂
      Peço desculpa não conseguir ajudar mais. Beijinho e boas férias 🙂

  11. Olá Anabela 🙂
    Muito obrigada pelas palavras. Quanto à sua questão, eu não senti qualquer insegurança. Deixei sempre os meus pertences no quarto do hotel e nada aconteceu. Fique tranquila 🙂
    Boa viagem e desfrute da Ilha do Sal. É magnífica*

  12. Boa tarde Lara,
    Muito Obrigada pelas dicas. Vou pela primeira vez á ilha do Sal em Setembro 2018 e também pela Abreu e para o mesmo Hotel suas dicas são formidáveis.
    No entanto tenho uma dúvida que talvez me poderá esclarecer. Como pretendo fazer mergulho, é seguro deixar dinheiro e documentos ( incluindo passaporte) no quarto do hotel?

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *