Portugal

Baloiço do Trevim: o mais famoso de Portugal

É rara a pessoa que não conhece o tão famoso Baloiço do Trevim. Seja por já ter visitado ou por já ter visto inúmeras fotos dele na redes sociais. É um dos baloiços mais famosos do Mundo, portanto.

O baloiço situa-se no Alto de Trevim, o ponto mais alto da serra da Lousã, no distrito de Coimbra.

E o que faz um baloiço gigante, construído em madeira, a 1200 metros de altitude? O projecto faz parte de uma iniciativa intitulada “Isto é Lousã”, pensada por um grupo de jovens, que têm como objectivo mostrar o melhor que a região da Lousã tem para oferecer.

Rapidamente esta atracção tornou-se num ponto favorito para os turistas que buscam a “fotografia perfeita”. Mas desengane-se se pensa que as pessoas fazem km’s e km’s apenas por uma fotografia. Inicialmente até pode ser essa a ideia, mas apenas quem baloiça o seu corpo ali, percebe a sua verdadeira essência.

Para muitos pode ser apenas um baloiço no meio do nada, mas para mim e para outras pessoas, não.

Baloiçar ali o nosso corpo representa muito. Primeiro vem a excitação acompanhada de felicidade. E depois, há medida que damos mais impulso com os pés, o nosso corpo experimenta sensações como a tranquilidade, a leveza e a liberdade. Acho que a palavra “livre” é a que melhor define este misto de emoções. Ainda assim, a paz que sentimos ali é difícil de traduzir em palavras.

Como chegar ao Baloiço do Trevim

O Alto de Trevim, é o ponto mais alto da Serra da Lousã, com mais de 1200 metros. Pode subir a serra a partir da Lousã ou de Castanheira de Pêra, sendo que em ambos os trajectos pode contar com subidas acentuadas e inúmeras curvas e contra curvas. Com calma, é possível deslumbrar a vista magnífica e com sorte ainda ver alguns animais selvagens. Falo por exemplo de coelhos, raposas, javalis ou até mesmo veados. Como tal, circule com precaução.

A viagem faz-se praticamente toda rodeada por uma extensa vegetação. No entanto, começam a surgir os primeiros parques eólicos, que nos sugerem que estamos a escassos km’s do Trevim.

A estrada que está bem sinalizada, dá-nos conta de uma mudança de direcção até ao Alto do Trevim. Aqui, a estrada já não está alcatroada. O piso está completamente degradado e cheio de buracos (ou devo dizer crateras?!). Aconselha-se então a ir muito devagar e com cuidado. A última coisa que quer é ter de mudar um pneu, certo?!
Se tiver oportunidade, é mesmo aconselhável deslocar-se num jipe para evitar males maiores.

O baloiço é facilmente visível, ainda assim pode tomar como ponto de referência as eólicas que se situam do outro lado da estrada.



Booking.com

Projecto “Isto é Lousã”

Este projecto tem como principal objectivo mostrar o melhor que a região da Lousã tem para oferecer. Para além de outros artefactos, o que suscita mais curiosidade é, sem dúvida, o Baloiço do Trevim. Ainda assim, tive a oportunidade de visitar um outro baloiço incluído neste projecto e que não fica nada aquém das expectativas.

Trata-se de um baloiço sobre a água nas piscinas da Nossa Senhora da Piedade, nos Burgos. Aqui não se baloiça nas montanhas, mas sim em cima de água, sendo também uma experiência incrível.

Fique a saber mais sobre este projecto aqui!

A Serra da Lousã possui muitos mais encantos para além do Baloiço do Trevim e ir visitá-los pode garantir um fim-de-semana diferente e especial 😀

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *