Eslováquia

Roteiro: 1 dia em Bratislava

Roteiro: o que visitar num dia em Bratislava

Bratislava é a capital da Eslováquia e trata-se de uma cidade acolhedora e bem engraçadinha. Na minha última viagem reservei um dia para visitar esta encantadora cidade.

Fui de autocarro de Viena para Bratislava (e vice-versa), pela empresa Flixbus. As capitais distam apenas de uma hora de viagem entre elas, e há muitas pessoas que aproveitam a sua proximidade para fazer esta viagem.

Eu achei suficiente um dia para conhecer a cidade. Bratislava é relativamente pequena e os pontos turísticos mais importantes situam-se todos perto uns dos outros.

Chegámos então de manhãzinha e o autocarro deixou-nos em Novy Most. Começara assim a nossa aventura neste país!

Mal saímos do autocarro avistámos ao longe a torre UFO. Esta torre de observação tem um formato de OVNI e no topo situa-se um restaurante, com vista de 360º sobre a cidade.

Começámos então a desbravar a cidade começando pelo Castelo de Bratislava (Bratislavský hrad) que se situa muito perto da estação onde o autocarro nos deixara. A subida para o castelo é um pouco íngreme, mas nada que se compare com a subida para o Castelo de Buda, em Budapeste. Pelo caminho dá para ir parando e apreciando a bela paisagem.

Existem várias formas de chegar ao Castelo. Ao todo são quatro portões de entrada: Sigismund, Viena, Nicholas e Leopold.

Veja aqui como foi a nossa experiência com a Flixbus

O Castelo em si foi uma decepção. Não era o que imaginava, mas valeu pela vista que é muito bonita e um dos melhores locais para fotografar a cidade.

O interior do Castelo não apresenta nenhuma sala de como era antigamente uma vez que sofreu bastante com os ataques da II Guerra Mundial e foi incendiado, ficando em ruínas. Actualmente funciona como galeria de arte.

Descemos a colina por um outro caminho onde encontrámos a estátua “A mulher com os pássaros“. Pode ler aqui o artigo sobre a Caça às Estátuas em Bratislava (e são tantas!).

Descendo mais um pouco fomos ter à Catedral de San Martin. Esta é uma das maiores e mais importantes igrejas da cidade e foi aqui que foram coroados vários Reis. Infelizmente estava fechada e não deu para visitar o seu interior.

Começámos então a explorar as ruelas históricas da cidade, que me fazem lembrar as Baixas, com lojinhas e restaurantes típicos. As ruas ligam-se quase todas entre si e são tão parecidas que a dada altura parece que estamos num labirinto.

Eu adorei esta zona. As pessoas são muito queridas e simpáticas. Ah, e divertidas! Vários restaurantes e bares naquela zona tinham um letreiro com mensagens muito engraçadas. A maioria a apelar ao consumo de bebidas alcoólicas 😛

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

Uma das ruas vai dar à Praça Hviezdoslavovo. Esta é uma das principais praças da cidade e onde se localiza a embaixada dos Estados Unidos, o Teatro Nacional e o Palácio da Filarmónica Eslovaca. Aqui encontramos também a estátua do poeta Hviezdoslav, que dá o nome à praça.

Passeando pelas ruas, nas calmas e apreciando cada detalhe, encontrámos um aglomerado de turistas. Claro que fomos espreitar também! Tratava-se de um dos cartões-postais da cidade: a estátua do Man at Work. A estátua é muito peculiar pois encontra-se no chão (cuidado para não tropeçar nela 😛 ).



Booking.com

Fizemos a pausa para a hora de almoço, e a tão aguardada espera para provar os pratos típicos acabara. Escolhemos o restaurante Camel numa das ruas do centro histórico.

Eu pedi Bryndzové halušky (bolinhas de batata com queijo de ovelha e bacon frito por cima) e o meu namorado pediu uma sopa Cesnaková polievka (creme de queijo e alho) e para prato principal pediu uma espécie de frango panado acompanhado com batatas fritas. Para acompanhar pedimos uma cerveja (Zlatý bažant) de 0,5L. Os pratos estavam muito saborosos. E achámos que ficou bem em conta. No total, pagámos 21,50€ pelos dois.

Já de barriguinha cheia, seguimos até à Hlavné Namestie, uma das praças principais da capital. Pelo caminho encontrámos a estátua do simpático Schöne Náci.

Esta praça é um óptimo local para descansar e apreciar a arquitectura e o ambiente da cidade. Aqui está o Museu da Cidade de Bratislava, o mais antigo da cidade, que ocupa o prédio da antiga Câmara Municipal.

Também nesta praça podemos ver a estátua do Soldado de Napoleão debruçado num dos banquinhos.

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

Seguimos então até ao Portão de São Miguel (Michalská Brána). Durante o trajecto até lá reparámos nas coroas embutidas no chão. Estas indicam o caminho feito para a coroação dos Reis, mais conhecido pela Rota da Coroação.

O Portão de São Miguel fazia parte da fortificação que existia na cidade no século XIV, e foi o único que sobreviveu até aos dias de hoje. Actualmente, o interior da torre alberga o Museu das Armas.

Por baixo da torre localiza-se o Kilometro Zero que mostra a distância entre Bratislava e outras capitais mundiais.

Daqui seguimos o nosso roteiro até ao Palácio de Grassalkovich. Este foi construído em 1760 em estilo rococó, como palácio de Verão para o conde Anton Grassalkovich, sendo que actualmente é a casa do Presidente da Eslováquia. O seu jardim é aberto ao público, mesmo quando o Presidente está na residência.

Do lado de fora existe uma fonte muito bonita (Fonte Zem – Planéta Mieru, Fonte Terra – Planeta Paz) que dá um toque único ao local!

Daqui fomos passeando pelas ruas e reparámos numa estátua muito peculiar pelo caminho: a estátua das raparigas na caixa do correio. O mais engraçado, é que actualmente ainda é usada para enviar correspondência.

Veja aqui como foi a nossa experiência com a Flixbus

Desta feita seguimos até um dos locais mais aguardados do passeio. Esse local é a Igreja de Santa Elisabeth, conhecida como Igreja Azul. Esta igreja é uma das mais bonitas obras de arquitectura Art Nouveau do Mundo.

Tanto o interior como o exterior da igreja são pintados num tom azul claro e o telhado é feito com azulejos também azuis. É muito bonita e bastante amorosa. Uma das igrejas mais bonitas e diferentes que já visitei 🙂

Já estava a chegar ao fim o nosso dia nesta cidade tão encantadora, mas não antes de dar uma saltada ao Shopping Eurovea, para completar a nossa caça às estátuas. Além de um centro comercial é um local óptimo para encontrar várias estátuas.

Fomos então caminhando nas calmas à beira do Rio Danúbio, usufruindo de um pôr-do-sol incrível. Chegara assim ao fim o nosso dia na capital da Eslováquia. E ainda bem que reservámos um dia para visitá-la. Ficámos bastante surpreendidos com a encantadora Bratislava!

Resumo do dia:
  • Castelo de Bratislava
  • Estátua “A mulher com os pássaros”
  • Catedral de San Martin
  • Praça Hviezdoslavovo
  • Estátua “Man at Work”
  • Estátua “Schöne Náci”
  • Praça Hlavné Namestie
  • Estátua “Soldado de Napoleão”
  • Portão de São Miguel
  • Kilometro Zero
  • Palácio de Grassalkovich
  • Estátua “Raparigas na caixa do correio”
  • Igreja Azul
  • Shopping Eurovea

 

2 thoughts on “Roteiro: 1 dia em Bratislava”

  1. Estive no dia 30 de Abril em Bratislava, com chuva (e com guia na parte da manhã e tarde para passeio livre). Não vi algumas das estátuas a que se refere. Todavia, deu para perceber que é uma cidade muito linda e que vale a pena visitar. Fiquei com pena de não ter encontrado antes este seu tema de caça às estátuas. Obrigado pelo seu artigo.

    1. Boa noite 🙂
      Bratislava é uma cidade muito pequenina, mas deveras encantadora! Tenho pena também, mas assim tem um excelente motivo para voltar 😉
      Obrigada pelas palavras, um beijinho*

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *