Preparar a Viagem

Farmácia para viajantes

Farmácia de viagem: o que levar?

Viajar é o verbo preferido de várias pessoas, é certo. E quando estamos a preparar a viagem geralmente não pensamos que algo pode correr mal. Simplesmente queremos aproveitar o destino e a sua cultura ao máximo.

No entanto acidentes podem acontecer quando menos se espera, a qualquer momento e em qualquer lugar. Como tal é necessário tomar providências para não haver nenhum dissabor. Para isso, deve sempre preparar uma farmácia para as suas viagens. Se tiver conhecimentos de primeiros socorros ainda melhor.

A farmácia de viagem é um dos itens obrigatórios na (minha) bagagem. Já me valeu algumas vezes em que agradeci a todos os anjinhos ter alguma coisa para tomar em determinada situação.

Relembro por exemplo a minha viagem a Budapeste. Sofro muito de amigdalites, e na altura tive uma crise bem forte, e o que me valeu foram os anti-inflamatórios que havia levado. É certo que era só uma dor de garganta, mas podia ter-me estragado a viagem.

Recordo também a situação que não levei absolutamente nada e pensei para mim que seria a última vez que isso acontecia. Falo da minha ida às Berlengas, em que não levei nada para os enjoos.

Cada caso é um caso e cada um sabe de si, mas como dizem os antigos: “mais vale prevenir que remediar”.

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto
Factores a ter em conta na preparação da farmácia de viagem:
  • Destino
  • Duração da viagem (kit básico ou kit mais completo)
  • Tipo de viagem
  • Época do ano
  • Condições de higiene do destino
  • Se viaja com crianças
O que levar

Além dos medicamentos que façam parte do seu dia-a-dia (ex. pílula e medicamentos de uso crónico) e dos medicamentos receitados na Consulta do Viajante (ex. medicamentos antimaláricos) é conveniente adicionar à sua farmácia de viagem:

  • Analgésicos e/ou anti-inflamatórios
  • Anti-diarreicos e normalizadores da flora intestinal
  • Laxantes
  • Anti-histamínicos
  • Pomada para picadas de insectos
  • Termómetro
  • Soro fisiológico
  • Gotas oculares
  • Antiséptico para desinfectar feridas
  • Ligaduras e adesivo
  • Pensos rápidos
  • Descongestionante nasal
  • Antiácidos (para azia e estômago)
  • Antieméticos (para o enjoo)

Outros produtos

Para além dos medicamentos acima referidos que podem ajudar em várias situações, há certos produtos que também não devem ficar em casa:

  • Protector solar (SPF 50+)
  • Óculos de sol e chapéu
  • Repelente de insectos contendo DEET (30-50%), em spray ou roll-on
  • Preservativos
  • Desinfectante para a água
  • Par de óculos/lentes de contacto extra
  • Fósforos ou isqueiro

As vossas perguntas agora são: Onde raio vou enfiar tudo isto? É realmente necessário tudo isto? Como referi em cima depende de vários factores, mas há certas situações que podem ser evitadas se viajarmos prevenidos.

Então, aqui ficam algumas dicas:
  • Na verdade, os medicamentos deveriam ser transportados nas embalagens originais (caixas ou blisters), mas afim de facilitar leve apenas os blisters que contêm já o nome do medicamento, lote e validade.
  • Esqueça as bolsas e bolsinhas. O melhor é colocar tudo numa só bolsa de fácil transporte e de fácil acesso.
  • Leve uma caixa portadora de comprimidos mais pequena para andar consigo durante o dia (as farmácias normalmente fornecem)
  • Também é importante levar os folhetos informativos (bulas) dos medicamentos que leva consigo. Agrupe-os todos num clip e ficará com mais espaço na mala.

Uma farmácia de viagem muito completa é bastante importante, no entanto, deve saber como e em que situações utilizar os medicamentos.

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

Boas viagens 😉

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *