Preparar a Viagem

Dicas para poupar dinheiro para viajar mais

Poupe mais, viaje mais

Muitas vezes damos por nós a ver aquelas fotografias de praias paradisíacas, aquela vista do topo da montanha, monumentos incríveis… E sonhamos em estar ali algum dia. Mas para isso é preciso dinheiro – aliás, como em tudo na vida. Mas há sempre um “mas”. E esse “mas” a maioria das vezes está relacionado com falta de dinheiro ou falta de tempo.
A maioria diz que não viaja porque não tem dinheiro para isso, diz que viajar é coisa de ricos. Cada um sabe da sua carteira, é certo. E como referi em cima, para viajar é preciso dinheiro. No entanto, não é preciso assim tanto como se imagina.
Muitos dizem que gostavam de ir aqui, ali, acolá, mas poucos lutam por esse objectivo. E essa “luta” passa por poupar, claro. A maioria de nós não tem um salário milionário ou pais ricos que nos permitem viajar sem contar os tostões. Por isso, a dica mais importante é: POUPAR – poupar dinheiro para viajar mais.

Relembro que quando falo em viajar não é dar 30 voltas ao Mundo (mas porque não?! 😛 ). Quando falo em viajar, não falo necessariamente em andar de avião e ir para a outra parte do globo, falo sim em conhecer sítios novos. Nem que seja na Europa ou só em Portugal – que tem locais maravilhosos. Claro que há viagens mais baratas que outras. Eu também tenho muitas viagens de sonho (caras) que para já não posso fazer. O que não quer dizer que até lá não possa fazer outras viagens.

Este post é então dedicado a pessoas que acham que não conseguem conhecer o Mundo por falta de dinheiro, contendo algumas dicas preciosas para poupar dinheiro para viajar.

Saber onde o seu dinheiro é gasto

Este será sempre o primeiro passo para qualquer poupança. Saber exactamente onde o seu dinheiro é gasto e onde pode cortar. Todos temos aquelas despesas fixas que são incontornáveis. Mas é certo que parte do dinheiro é gasto em coisas supérfluas e é aí mesmo que nos temos de focar.

Hoje em dia existem até aplicações para os telemóveis que nos ajudam a “gerir” o nosso dinheiro. Eu já utilizei algumas, e realmente conseguimos ter uma melhor percepção onde podemos poupar.

Não faça compras inúteis

Esta é talvez a dica mais preciosa. Já parou para pensar nas compras que fez no último ano? Eram todas realmente necessárias?

Uma vez parei por curiosidade em frente a uma montra de uma loja de telemóveis. É abismal os preços das novas tecnologias. Existem telemóveis tão caros que dariam para uma viagem e pêras. O meu pensamento em ter um telemóvel de 900€ nas mãos (ou mais, já que alguns atingem os 4 dígitos) é que primeiro até teria medo de o usar com receio de ele se estragar e segundo penso nas várias viagens que poderia fazer com esse dinheiro. Cabo Verde, por exemplo. Pense nisso!

Uma outra dica é: deixe de ir com tanta regularidade ao shopping. Acabamos sempre por comprar qualquer coisa. “Mais uma camisola não faz mal a ninguém”, “Olha que ténis tão giros”, “Afinal não está assim tão caro” – este é o nosso pensamento. Mas será que esse dinheiro é realmente bem gasto? Claro que precisamos de andar vestidos, como é óbvio, mas será mesmo necessário ter o armário cheio de roupa, quando às vezes nem usamos metade?
Todo o dinheiro gasto nesse dia dava para comprar os bilhetes de avião, por exemplo. Ah, com a vantagem que em qualquer parte do Mundo pode comprar roupa… e até mais barata!

Leve a marmita e deixe de jantar fora

Jantar fora sabe bem a todos, é um facto! Por mais que se escolha um restaurante “baratinho”, acabamos sempre por gastar mais do que pensamos. Se fizermos as contas ao dinheiro que gastámos nos jantares de Natal no último ano até nos assustamos, verdade?
Não digo com isto cortar radicalmente nos jantares fora, mas sim escolher aqueles que realmente valem a pena.

E se em vez de irmos jantar fora com os amigos, fazermos esses mesmos jantares em casa? O que realmente importa é conviver e divertirmo-nos. Juntamos o útil ao agradável e ainda poupamos dinheiro.

Uma outra dica de ouro é: prepare sempre as suas refeições em casa. Levar a marmita para o emprego, por exemplo, ajuda (e muito) a poupar uns bons trocos. Acaba até por ser mais saudável. 😉

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto
Venda o que está a mais

Dê uma volta lá em casa e veja o que já não lhe faz falta. Muitas vezes temos a casa cheia de “tralha” que já não utilizamos e isso pode ser uma boa fonte de rendimentos. Há imensos sites na internet para vender esse tipo de coisas, e quem sabe se não há alguém que esteja mesmo a precisar desses produtos.

Levante apenas o dinheiro que precisa

Andar com a carteira cheia de dinheiro, para além de ser um risco por causa dos assaltos, não é uma boa maneira de poupar. Acabamos sempre por gastar esse dinheiro todo, muitas vezes em coisas supérfluas e em três tempos.

A recomendação é que ande com algum dinheiro na carteira, para caso aconteça alguma coisa, mas ande apenas com o necessário.

Deixe os vícios

Álcool, tabaco, jogos da sorte (raspadinhas, euromilhões, etc.) são um dos maiores vícios dos portugueses.

Como tal evite sair á noite, ou pelo menos seja contido nessas saídas. Há mesmo necessidade dessa terceira cerveja ou desse quarto cigarro? Pois bem, pense nisso! A sua carteira e saúde agradecem.

Ganhar dinheiro fácil é uma coisa bastante apelativa. Para todos nós! No entanto, se analisarmos bem a relação custo-benefício entendemos que gastámos mais do que ganhámos. Os jogos da sorte não passam disso mesmo, de sorte.

Compre um mealheiro (que não abra)

Conheço muita gente que já adoptou esta dica de poupança. Passar a beber café em casa, por exemplo, é uma das melhores maneiras de poupar. Se colocar no mealheiro todo o dinheiro que gasta mensalmente nos cafés fora de casa, vai ver que já dá para o alojamento em Paris, por exemplo.

Eu própria utilizo muitas vezes esta dica. Todo o dinheiro que me dão no aniversário, Natal, etc. nunca o gasto. Já não estava a contar com ele e não. Não fazia parte do meu rendimento mensal, logo, junto o que conseguir para viajar mais.

No entanto, tenha cuidado onde guarda o mealheiro, ou se preferir coloque numa conta bancária que não tenha acesso fácil. A minha casa foi assaltada à relativamente pouco tempo e levaram-me todas essas poupanças. É um sentimento horrível!

Participe em passatempos

Eu sei que nem todos têm tempo e/ou paciência para participar em passatempos. Mas a verdade é que se conseguem bons prémios.

Podem ir desde vales de desconto, roupa, cremes, produtos alimentares ou até mesmo viagens. Quem não gostava de conhecer uma cidade europeia com tudo pago?!

Eu já fui de participar mais, confesso. E em todas essas participações só ganhei uns vales de desconto, cremes e uma mala da Samsonite (que foi o melhor prémio). No entanto, seja que prémio for já é um passo para não gastar do seu dinheiro para comprar esses artigos.

Avalie o mercado

Todos sabemos que há certos dias em que o gasóleo está mais barato, ou que existem mais descontos em certos supermercados que outros.

Antes de fazer a sua lista de supermercado (faça sempre uma lista para saber exactamente o que precisa e não se dispersar mais do que suposto) avalie em que supermercado os produtos estão mais baratos, ou onde compensa mais ir. Assim, vai conseguir poupar mais na conta final.

Aproveitar a Black Friday, por exemplo, é uma óptima maneira de conseguirmos comprar aquele produto que há tanto nos fazia falta e que andamos a namorar há muito tempo. Isto é, se não se importa com a confusão/loucura adjacente a esses dias. 😛

Utilizar os transportes públicos

Sempre que possível deixe o carro em casa. Sabemos que ter um carro próprio é das maiores despesas que temos. Para além do preço deles, há sempre a parte do combustível, manutenção e seguros.

Como tal, prefira andar de transportes públicos ou partilhar o carro. O ambiente agradece e a sua carteira também!

É difícil poupar dinheiro para viajar? É. Mas não é impossível

Há quem diga que isto assim “não é viver”. No entanto, são essas mesmas pessoas que olham para o feed do Instagram, por exemplo, e pensam: “Como é que ela consegue viajar tanto? De certeza que os pais lhe deram o dinheiro”. Para essas pessoas, este post é a resposta. A maioria das pessoas que viaja muito é porque POUPA e sabe que não há melhor sensação que conhecer lugares novos e como tal há que fazer “sacrifícios”.

Como é lógico nem sempre é fácil recusar certos convites, ou deixar de comprar algumas coisas. A mim também me custa e há certas coisas que não consigo cumprir na totalidade (é tipo olha para o que eu digo e não para o que eu faço). Mas para mim o mais importante é manter o foco e fazer um qb na vida, isto é, equilibrar a balança e definir prioridades. Para mim, poupar para viajar não é um sacrifício. Mas também não critico quem não pense assim. São opções!

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

É certo que estas dicas nem todos conseguem seguir. Mas não há impossíveis, basta fazermos um esforço para que tudo resulte. Se o seu objectivo é mesmo viajar mais, então estas dicas podem ser muito úteis.

Boas poupanças e boas viagens 😉

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *