França

Aventuras em Paris

Belisquem-me, cheguei! Que comecem as aventuras em Paris

Esta foi a primeira vez que viajámos juntos. Cliché ou não, a primeira viagem juntos tinha de ser a Paris (porque será?!). Decidimos viajar em Novembro, mês em que comemoramos o aniversário de namoro. Desde então, que todos os Novembros, naquela data especifica, fazemos uma viagem. (E mais algumas durante o resto do ano, tal foi o gosto). No entanto, nada fazia prever a quantidade de aventuras em Paris.

O dinheiro era pouco e a experiência zero. Ainda assim embarcamos nesta aventura. Como na altura ainda não trabalhávamos e tínhamos o dinheiro contado ficou muita coisa por ver, mas com a promessa de um dia voltar.

Muitas foram as aventuras!

Optámos por ficar alojados num apartamento que procurámos no Airbnb, devido à sua proximidade com o centro e o facto de ter cozinha, onde podíamos poupar algum dinheiro fazendo as nossas próprias refeições.

Era um T0, super pequenino mas que dava perfeitamente para estarmos confortáveis. Tal não foi o meu espanto, quando vou à casa de banho e reparo que não há sanita. “E agora?! Isto não pode estar a acontecer”. Afinal, do lado de fora do apartamento (sim, tinha mesmo de sair do apartamento), estava uma divisão, contendo apenas sanita e lavatório, para partilhar com o apartamento da frente. Uau!

Reserve aqui o seu hotel em Paris



Booking.com

Para além disso, bebemos muitos cafés a meias. Sim é verdade! Como boa amante de café que sou, não podia ficar sem o meu cafezito. No entanto, eram tão caros que chegámos mesmo a partilhar o café, só para sentir o gostinho.

Uma outra aventura (ou talvez parvoíce) foi o facto de decidirmos visitar o Museu do Louvre perto da hora do fecho para evitar filas. Claro está que nos atrasámos, e quando íamos para entrar já tinha passado o último horário de visita. Deu para entrar, mas já não conseguimos ver a tão famosa Mona Lisa.

Para não lhe acontecer o mesmo, pode reservar aqui o seu bilhete e evitar as filas 😉

Peripécia puxa peripécia. Quando fomos à Basílica de Sacre Coeur e estávamos a relaxar num dos banquinhos, chegou-se um individuo perto de nós a perguntar de onde éramos, se era a primeira vez ali, etc. Quando dou por mim, cada um de nós tinha uma pulseira no pulso (feita com linhas) na qual nos pedem 5€ por cada uma. Sim, sofremos o golpe da pulseira, como mais tarde vim a descobrir. Estando noutro país, e com medo do que pudesse acontecer tivemos de ceder. Mas a raiva ficou connosco!

Para acabar em beleza as férias, decidimos que a ultima noite não iríamos pernoitar no apartamento. Uma vez que o voo era muito cedo, achámos que não fazia sentido pagar mais uma noite. ERRADO. O Aeroporto de Beauvais está fechado à noite, pelo que é proibido pernoitar lá. Conclusão: Passámos a noite numa paragem de autocarros, cheios de frio (em pleno Novembro) à espera do autocarro que nos levasse para o aeroporto.

Dicas:

– Antes de qualquer reserva, tenha o cuidado de ver todas as fotos, os comentários de quem já lá pernoitou e se encaixa nas suas preferências.

– Os cafés/bares a partir de determinada hora da noite aumentam os preços. Também praticam diferentes preços  se ficar do lado de dentro ou na esplanada.

–  Nem tudo corre como planeado e é assim que as viagens ganham história, mas algumas destas aventuras em Paris eram evitadas 🙂

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *