Sevilha

Roteiro: 2º dia em Sevilha

Começámos o 2º dia em Sevilha bem cedo, para fugirmos às horas de maior calor. Do nosso alojamento, o Estudio Calle Murillo, fomos a pé até à Ponte de Triana. Trata-se de uma ponte construída entre 1845 e 1852, que espelha todo o seu charme quando o dia escurece. Esta ponte liga o centro da cidade ao famoso Bairro de Triana, cruzando o Rio Guadalquivir. É um excelente local para um passeio a pé e contemplação da cidade. 

Veja aqui vária dicas úteis sobre Sevilha

Atravessámos então a ponte e alguns metros mais à frente entrámos no Mercado de Triana, que infelizmente tinha quase todas as bancas fechadas. O Mercado de Triana é um típico mercado espanhol, com uma vasta oferta de produtos alimentares, com destaque para as frutas e marisco.



Booking.com

Começámos então a explorar o Bairro de Triana, que nos levou a manhã toda. Triana é um bairro típico de Sevilha e é tão charmoso que nos foi difícil sair de lá! A nossa sugestão é: caminhar e observar. Há tantas ruelas, becos, pátios e lojinhas que nem vai dar pelo tempo passar.

De todas as ruas do Bairro de Triana, podemos destacar:

  • Calle Alfareria – onde convivem numerosos ateliers de cerâmica, nos quais sobrevive grande parte da tradição artesã do bairro. Podemos encontrar lá a Fábrica de Cerámica Montalván.
  • Calle Jacinto – uma rua com muita personalidade, onde se encontram dois monumentos religiosos, a Capela de la Virgen de la Estrella e a Parróquia de San Jacinto.
  • Calle Pureza – além de igrejas, encontra-se a Casa de las Columnas, que actualmente é o Centro Cívico de Triana.
  • Calle Bettis – uma das ruas mais emblemáticas do Bairro de Triana. É absolutamente fantástico ver à distância a grandeza dos monumentos que estão na outra margem do rio.

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

Conhecermos o Bairro de Triana, durante toda a manhã, foi sinónimo de conhecer verdadeiramente toda a alma sevilhana!
Depois de muito palmilharmos, atravessámos novamente o Rio Guadalquivir, desta vez pela Ponte San Telmo, uma ponte igualmente bonita, e fomos almoçar. O 2º dia em Sevilha ainda ia a meio e precisávamos de repor energias!

A próxima visita foi a Torre del Oro, um dos marcos mais emblemáticos da cidade. A Torre del Oro é uma torre militar de vigia, construída no século XIII e com formato dodecagonal. Em tempos controlava o acesso a Sevilha através do Rio Guadalquivir, graças à sua localização estratégica.

Actualmente, a torre abriga um museu que narra a história naval de Sevilha, explicando a importância do seu rio para o desenvolvimento da cidade. É ainda possível subir ao terraço superior onde se têm excelentes vistas panorâmicas do rio e de grande parte da cidade.

Pode visitar a Torre del Oro de Segunda a Sexta-Feira das 9h30 às 18h45 e Sábados e Domingos das 10h30 às 18h45. O preço para visitar a torre é de 3€ para adultos e menores de 6 anos a entrada é gratuita. Às Segundas-Feiras a entrada é gratuita.

Caminhando pelas margens do Rio Guadalquivir, a paragem seguinte deste 2º dia em Sevilha foi na Real Maestranza. É a praça de touros mais antiga e de maior tradição na Espanha. A visita custa 8€, mas nós não entrámos. Somos totalmente contra os maus tratos aos animais, pelo que não fazia sentido nenhum, para nós, visitarmos um local como este.

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

O dia já ia longo e nas calmas fomos a caminhar até à Plaza de la Encarnácion, onde se encontra o Metropol Parasol e Antiquarium. Tinham-nos aconselhado a ir mais ao final da tarde para deslumbrarmos um belo pôr-do-sol. E assim foi! Valeu a pena? MUITA!

O Metropol Parasol e Antiquarium é uma das construções mais modernas da cidade. O local foi inaugurado em 2011 pelo arquitecto Jürgen Mayer com a particularidade de ser a maior estrutura em madeira do Mundo. Conta com 26 metros de altura e assemelha-se muito a uma waffle gigante. Também é conhecido popularmente como Las Setas de la Encarnación (Cogumelos da Encarnação).

O Metropol Parasol é composto por cinco níveis: no subsolo está o Museu Antiquarium, com vestígios arqueológicos descobertos durante as escavações; no nível do solo está o Mercado da Encarnação, com várias opções de restauração; sob a estrutura, há uma praça elevada que serve como espaço de descanso, onde recebe alguns eventos e há um restaurante. Por fim, no nível superior, há um caminho que tem vários miradouros de onde se podem apreciar as paisagens da cidade.

Veja aqui a melhor forma de chegar a Sevilha

Na hora do pôr-do-sol, Sevilha estava (ainda) mais bonita com a luz dourada a espreitar o horizonte! E foi assim que chegara ao fim o nosso 2º dia em Sevilha, e que belo fim de dia!

Resumo do 2º dia em Sevilha:

  • Ponte de Triana
  • Mercado de Triana
  • Bairro de Triana
  • Ponte San Telmo
  • Torre del Oro
  • Real Maestranza
  • Metropol Parasol e Antiquarium

Consulte aqui o roteiro completo do e 3º dia em Sevilha 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *