Marrocos

Roteiro: 2º dia em Fes

O 2º dia em Fes não poderia ter começado da melhor maneira. Depois de um farto pequeno-almoço no Riad, demos início ao nosso roteiro.

A primeira paragem do dia foi na Madraça Bou Inania. A madraça foi construída entre 1351 e 1357 e é considerada um dos melhores exemplos da arquitectura merínida. O nome deve-se ao seu fundador, o sultão merínida Abu Inan Faris.
A Madraça Bou Inania é a única madraça de Fes que tem um minarete, pois além de escola funcionava também como mesquita. O bilhete custa 20 dh. Infelizmente não visitei o interior pois ia apanhar o voo nessa tarde e queria visitar mais coisas e estava com medo de não ter tempo para tudo.

No caminho até à madraça passámos pela zona dos talhos. Bem, vou tentar descrever isto em palavras. Ali, as bancas têm os animais (galinhas, frangos, etc.) presos em gaiolas. Basicamente o freguês escolhe a sua refeição e o animal é ali mesmo degolado. A carne já arranjada está em cima da banca, sem qualquer tipo de refrigeração. Mais à frente vi um homem a vender cabeças de vacas. Foi o suficiente para me deixar sem apetite logo pela manhã! Os gatos, que são imensos, tentam ali a sua sorte.



Booking.com

O próximo destino era um dos cartões-postais da cidade: a Bab Boujeloud. Trata-se de um portão monumental, composto por arcos simétricos e decorados com azulejos em tons azul e branco, o qual assume a entrada principal para a Medina de Fes. Foi construído em 1913 e é apelidado também de “Portão Azul”.

Ao seu redor encontram-se vários hotéis, restaurantes e um multibanco. Aqui, também se concentram os guias oficiais, para quem pretende fazer uma visita guiada pela Medina.

Em frente à Bab Boujeloud, andando uns metros para fora da medina, encontramos a Place Boujloud. É uma praça completamente murada com fortificações datadas do século IX e por lá ocorrem feiras de produtos berberes e nómadas. Tive a oportunidade de assistir a essa feira, que se pode comparar à Feira da Ladra, em Lisboa, onde se vende de tudo um pouco.

Seguidamente fomos visitar o Palácio Dar el-Makhzen. O palácio fica um pouco distante da medina, cerca de 1 km e pouco, mas ainda assim decidimos ir a pé. A questão não foi propriamente a distância, mas sim encontrar o palácio. Mesmo com GPS, que nos levava para sítios completamente opostos, andámos mais de uma hora perdidos. A minha sugestão é: se tiverem o tempo contado, apanhem um táxi até lá.

Chegámos então finalmente ao Palácio Real, que é um verdadeiro deleite para os amantes de fotografia. O Palácio Real de Fes foi construído no século XIV e é um dos mais antigos de Marrocos. É também designado de Palácio das Sete Portas, pois possui sete portas lindíssimas de bronze, que caracterizam os sete dias da semana.

Esta é a residência oficial dos monarcas marroquinos, onde se exercem funções sobretudo político-administrativas, pois o Rei geralmente não reside aqui.

Infelizmente, o palácio não está aberto ao público. Assim sendo, basicamente visitamos os principais portões do mesmo. Aqui destacam-se as magníficas portas de bronze, douradas, ricamente decoradas pelos artesãos de Fes. Se é assim por fora, nem imagino como é por dentro!

Veja aqui dicas úteis para viajar em Marrocos

Ali perto ainda podemos visitar o Mellah, o bairro judeu da cidade. O bairro foi fundado depois do século XVI por um sultão, para proteger a comunidade judaica. As casas do Mellah distinguem-se das restantes habitações pelas suas janelas sobre o exterior e as suas varandas de madeira e de ferro forjado. Aqui podemos encontrar todo o tipo de lojas.

Aqui também encontramos a Sinagoga Ibn Danan, do século XVII. Foi fácil encontrá-la e ainda ponderámos entrar, mas era tão pequena e parecia estar em tão mau estado que optámos por não visitar.

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

Regressámos então à medina, onde almoçámos, explorámos um pouco mais e fizemos as últimas compras. O 2º dia em Fes estava a terminar, uma vez que tínhamos o voo de regresso para Portugal no final da tarde 🙂

Resumo do dia: 

  • Madraça Bou Inania
  • Bab Boujeloud
  • Place Boujloud
  • Palácio Dar el-Makhzen
  • Mellah
  • Sinagoga Ibn Danan
Consulte aqui o roteiro completo do 1º dia em Fes 🙂

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *