Marrocos

Roteiro: 1º dia em Marrakech

Aterrei em Marrakech já passava da hora do almoço. Esta foi a minha segunda vez no país, mas o coração saltava-me do peito como da primeira vez. Um destino tão próximo de Portugal, e no entanto com uma cultura tão diferente da nossa. Pousei as malas no Riad e a ânsia de desbravar a cidade era tal que aí fui eu. Pronta para o meu 1º dia em Marrakech!

Veja aqui como sair do aeroporto de Marrakech e chegar ao centro.

O dono do Riad havia-me dado um mapa feito à mão dos principais pontos da cidade. Uma gentileza que, na verdade, pouco me valeu. Tantas ruas, centenas de pessoas. Tanta coisa para absorver. Não posso negar que o primeiro dia foi confuso. Uma cultura diferente, novos cheiros, cores intensas e sons tão particulares. Era muito para absorver. Mas facilmente me adaptei! Marrocos é o típico país que primeiro estranha-se e depois entranha-se. Ou se adora, ou se odeia. E eu, pessoalmente, adorei!

Mas vamos passar ao que interessa. No meu 1º dia em Marrakech não poderia deixar de visitar o local mais carismático e genuíno da cidade. Falo, portanto, da Praça Jemaa el-Fna. E foi esse o meu primeiro destino. Embaralhei-me pelos souks a dentro e aí fui eu. Escusado será dizer que me perdi algumas vezes 🤣

Trata-se de ruas labirínticas, estreitas, com imensa gente e um trânsito caótico. Dentro da Medina os carros não podem circular. No entanto, é super comum ver motas, burros ou bicicletas a circular. Acho que no primeiro dia ia sendo atropelada umas mil e quinhentas vezes. Mas a verdade é que não vi um único acidente. Acho que é neste caos que eles se entendem!


Booking.com

Cheguei finalmente à Praça Jemaa El-Fna e os meus olhos brilharam. Um momento que ansiei durante meses, chegara. E foi tudo como imaginei. A praça fervilhava de gente e de vida. A noite estava a cair e o fumo branco saído das barraquinhas pintava o céu. À medida que nos aproximávamos, o cheiro a comida e especiarias ficava cada vez mais intenso. Os sons altos rompiam os nossos ouvidos e os nossos olhos, esses, não sabiam o que focar! Uma confusão deliciosa!

Descubra os encantos da Praça Jemaa El-Fna

Jantámos na praça e seguimos até à Mesquita Koutoubia, que se situa em frente da Praça Jemaa El-Fna. A Mesquita Koutoubia é o principal templo de Marrakech e um dos cartões de visita da cidade.

Foi construída no século XII, transformando-se numa das maiores mesquitas do mundo islâmico. É impossível não reparar no seu minarete de 69 metros de altura. É em minaretes como este que se encontram os altifalantes onde ouvimos a chamada para as orações. Os marroquinos têm o hábito de rezar cinco vezes ao dia: antes do sol nascer, ao meio-dia, durante a tarde, depois do pôr-do-sol e à noite. Na altura do Ramadão, esta mesquita está sempre cheia.

Infelizmente, é proibida a entrada a não muçulmanos, pelo que temos de nos contentar a apreciar apenas a parte exterior. Não queríamos ver a mesquita só à noite, pelo que combinámos voltar depois, durante o dia. E assim, foi!

Faça aqui o seu Seguro de Viagem e obtenha 5% de desconto

O 1º dia em Marrakech foi curtinho, mas conseguimos visitar estes dois pontos principais. Depois do choque cultural, que é uma questão de hábito, já estávamos super habituados a andar pelas ruas.


Resumo do dia:

  • Praça Jemaa El-Fna
  • Mesquita Koutoubia
Consulte aqui o roteiro completo do e 3º dia em Marrakech 🙂

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *